O que vai além da estética da mulher negra



Nos últimos anos cada vez mais mulheres negras estão assumindo canais do youtube para dar dicas e truques de como cuidar dos cachos, crespos e afros. Em consequência disso as empresas de cosméticos capilares também vem aderindo pesquisas para o desenvolvimento de produtos destinados para esse público, até as propagandas de beleza, ainda de maneira discreta e pouco notória, vem assumindo a identidade dos cabelos cacheados e afins. Mas longe do que muitos pensam isso não é uma moda. Criou-se durante muitos anos uma ideia que associava esse tipo de cabelo ao descuido e falta de beleza, o cabelo liso e sem volume era a verdadeira representação do belo. As capas de revistas e nas passarelas sempre o cabelo impecável, aclamado, aplaudido e desejado.
O problema é que quem não desejasse aderir o cabelo liso, não encontrava produtos pros seus cabelos, não encontrava profissionais que soubessem cuidar dos seus cabelos e por fim não encontravam “beleza” ao se olhar no espelho.Muitas mulheres se sentiam presas mesmo sem estarem trancadas atrás de grades. Seus aprisionamentos eram ainda piores, viviam presas dentro de suas cabeças, sem aceitação e na busca incansável de ser outra pessoa.
A identidade das mulheres negras foi se perdendo, e o relacionamento dela com ela mesmo era abusivo e discriminatório, não se aceitar porque todo mundo fala que seu cabelo não é bonito era mais fácil do que ser o que você realmente é e se amar.
Quando algumas mulheres começaram a falar sobre o assunto na internet e mostraram a beleza dos cabelos cacheados e/ou crespos, trouxeram junto uma legião de mulheres aprisionadas dentro de si, que novamente enxergaram seus rostos na frente do espelho. Os padrões estão sendo quebrados e a identidade voltando a ser resgatada. O cuidado com os cabelos é algo que vai além da vaidade… é trazer para debate o encontro de amor entre você e você mesma.
Fortalecer é propiciar meios para que a mulher negra se reencontre e conheça a liberdade de ser e estar ela. Quando a mulher negra assume seu cabelo como uma coroa da vitória das lutas que enfrentou, ela se torna poderosa e livre para ser aquilo que ela sempre quis ser: FELIZ!

 
Black -Brasil © 2006 - Adenilton Cerqueira