Rapper Emicida critica racismo no Brasil: "Táxi não para, mas viatura para"



Em tom de desabafo, o rapper Emicida fez críticas contra o racismo no Brasil durante participação no programa "Altas Horas", da TV Globo, já na madrugada deste domingo (20). Para o cantor, a ideia de que o Brasil é uma "democracia racial", não é verdade.


"Eu sinto que o Brasil tem um dívida com a diversidade, mais do que uma vocação, porque ele não exerce essa vocação. O Brasil aplaude a miscigenação quando clareia, quando escurece, condena. Esse é um grande problema, principalmente  do negro do exterior que vem para o Brasil, isso fica mais gritante. Essa ideia de democracia racial, que 'o Brasil é o paraíso das três raças', isso não é verdade quando você tem a pele escura", disse ele.

video


"E a gente tem essa cultura da opressão gritar e o oprimido ficar calado, se sentindo errado. Então, se a garota for estuprada, a culpada será ela; se a pessoa for discriminada e colocada para fora do banco, vão dizer 'ah, não foi assim', 'você estava de boné', 'é porque você estava de moletom, de mochila'. Não. Você sabe que o táxi não para pra você e a viatura [policial], para. Esse é o problema urgente do Brasil", completou o rapper, que foi aplaudido de pé pelo público presente.


 
Black -Brasil © 2006 - Adenilton Cerqueira